Um blog sobre…

Campus Party

Geeeeente! Eu nunca vi tanto laptop junto, tanto nerd reunido e TANTA INTERNET DISPONÍVEL! Hahahaha, bom eu to aqui na Campus Party, e dei uma “palestrinha” que eu adorei… Confesso que eu estava um pouco nervosa no começo, porque minha mãe me avisou HOJE MESMO que eu ia participar. Mas foi tudo bem, a gente fez um bate papo no Campus Blog- Grande Rede Pequenos Produtores, com o @JoãoMontanaro, que tem um blog de tirinhas e desenha pra revista Mad e pro jornal Folhinha, com o Joaquim Lo Prete que tem o Blog do Joca e escreve sobre futebol, também com o Fábio Yabu, que é criador das Princesas do Mar, com a Samanta Shiraishi jornalista e blogueira e com a minha mãe, Mafê Bastos. O papo foi muito legal, tudo super descontraído. A gente conversou sobre a influência da internet na adolescência, sobre a orientação dos pais, sobre o público, escola e váaarias outras coisas ligadas a isso. Foi super gostoso, eu me diverti muito como primeira vez e pretendo voltar. Também me estimulou bastante a escrever mais no blog e parar com essa minha preguiça besta de postar…

Uma foto da palestra:

Mas tinha cada coisa diferente lá, tanta gente estranha (no bom sentido), gostei bastante, fiquei online o dia todo e aprendi muitas coisas. Esse mundo não tem mais volta pelo jeito, uma vez conectado, CONECTADO ATÉ MORRER!
#cparty.

Beijos!

London Town.

NOOOOOSSA.
Experiência incrível. Sem noção da diferença, e do choque de cultura.
Semana passada, eu e minha mãe, fomos para Londres, porque ela queria me mostrar a cidade dos sonhos.
E realmente, que sonho. Tudo lá, é maravilhoso, foi a melhor viagem da minha pequena vida. Passamos 1 semaninha , e por incrível que pareca não deu para ver TUDO, mas foi o bastante pra eu já ter uma ideia do meu objetivo. Eu fiquei apaixonada por aquele lugar, e decidi: DEPOIS DA ESCOLA, TCHAU BRASIL.
Minha mãe apoia super, porque esse era também o sonho dela. Mas com 2 filhas, marido, cachorro, casa, trabalho… Nao rola mais né? A última esperança sou eu casar com um ingles bonitao (rico), ter um trabalho legal e morar lá. Aí eu ganho bastante dinheiro, compro uma casinha em Stratfort a cidade de Shakespeare, minha familia vai morar la e PRONTO, vida feita.
Aiai, dificil é, mas eu posso, porque agora eu tenho um objetivo na vida, um sonho. Então, isso já é um caminho.
Bom, mas a viagem foi demais, vou descrever os dias:

DIA 1 SEXTA: Chegamos no aeroporto e pegamos o metro. fiquei impressionada com a organizacao do negocio. nao eh que nem aqui nao, o povo la eh educado, e tudo funciona direitinho. vc compra 1 ticket para andar o dia todo. ai chegamos no bairro de West Hampstead no hotelzinho, que nao era beeeem um hotel, mas era muito bonitinho nosso quarto e ele ficava na rua onde minha mae morou por 1 ano, entao ela sabia de tudo por ali, apesar de que; segundo ela, o bairro mudou muito. nao tinhamos comido nada, entao fomos a uma pizzaria, but, nao era la muito boa, eu nao curti pelo menos. voltamos para o quarto cansadas da viagem e dormimos.

DIA 2 SÁBADO:
Abbey Road, DEMAIS. Claro, eu tirei uma foto atravessando a rua e escrevi no muro na frente da Abbey Studios, onde eles gravavam. Fiquei muito feliz. Sabe, é só uma rua que os Beatles atravessaram, mas é uma vibe assim, sei lá EU TAVA PISANDO NA RUA DAQUELA FOTO, que os caras mais fudidos (desculpa a palavra mãe, mas não dá pra falar outra coisa) do mundo andaram. Não sei explicar direito a sensação, eu ouvia as músicas no meu Ipod e imaginava eles… E as músicas encaixam direitinho na vibe do lugar, é tipo uma trilha sonora perfeita.
E depois… Compraaaaaaaaaas!
haha, eram 2 mulheres(?), nao dava pra evitar essa parte.
A gente foi para Covent Garden. E NOSSA eu pirei lá, sério. Tem cada coisa. Eu entrei numa loja suuuper cool, depois eu passo o link, e claro, me acabei lá, fiquei louca e queria comprar tudo que eu via, mas mamãe segurou, claro. Comprei 1 blusa do Led Zeppelin, 1 do Rolling Stones, 1 casaco escrito: Livin’ on The Edge, que tem uma rosquinha muito fofa pulando dentro de uma xícara de café, igualmente fofa e para terminar 1 mochila que PARECE do Space Invaders, toda colorida e com umas frases engraçadas. Aiai, sai de lá me sentindo haha. Daí depois fomos na Oxford Circus, uaaaau, que maravilhoso aquilo, um sonho de verdade, os ônibus. E finalmente chegou a hora da minha mãe, ela entrou na Lomography e PIROU com as máquinas!
Foi um dia proveitoso, e para encerrar comemos o clássico Fish and Chips. Hummm…
PS: nesse dia eu perdi meu ticket do metrô, típico da minha pessoa fazer isso.

DIA 3 DOMINGO: Fomos na London Eye! Muito bonita, e a sorte foi que abriu sol então o céu estava maravilhoso. Dava pra ver tudo de lá de cima, era bem alto! Uma vista realmente incrívell. Saindo de lá fomos para o Aquário. Nossa, aquilo era enorme! Nunca vi tanto peixa na minha vida. E os tanques eram gigantes, eu consegui ver tudo direitinho. De lá, fomos ver o Big Ben, passeamos um pouco e vimos uma manifestção do Green Peace. Os caras subiram na Igreja e colocaram cartazes escritos “CHANGE THE POLITICS, SAVE THE CLIMATE”, foi uma das cenas mais legais, eu curti o manifesto. A polícia tava do lado rindo, haha só depois começaram a tirá-los de lá. Depois fomos para a London Bridge, e caiu uma chuva! Parecia São Paulo aquele tempo mudando toda hora. Então consegui aproveitar a ponte muito pouco, se bem que nem tinha muuuita coisa pra ver, só a construção mesmo que é muito bonita. Depois fomos para a Tower of London e o sol voltou. Muito legal a história de lá, tem o espaço que era o rio dos jacarés, que protegia o castelo e onde os “traidores” eram jogados para tortura. Fomos no Starbucks haha, tomamos um café e fomos para o nosso bairro, compramos algumas comidinhas pra comer no quarto e depois dormimos.

DIA 4 SEGUNDA: Fomos no British Museum e passei 3 horas vendo as coisas mais legais e interessantes do mundo. Eu vi múmias com unhas, cabelo e pele (de verdade!), pedaços de construções gregas, as moedas mais antigas, esculturas grandes, pequenas, armaduras dos romanos e infinitas coisas. Era uma aula de história fora da classe. E olha que foi pouco, porque faltaram algumas coisas pra ver, só que era meio cansativo e precisávamos almoçar ainda… Então almoçamos lá no museu mesmo, e encontramos um casal de Canadenses super simpático que ficou conversando conosco um tempão, eles contaram que iam para o Rio ano que vem, ver o Carnaval haha.
Depois fomos de novo para a Oxford Circus, comprar só mais um pouquinho! haha.
Então fomos para casa e jantamos num restaurante Italiano, uma delícia.

DIA 5 TERÇA: Dia looongo e cansativo. Fomos com uma grupo de turismo conhecer Oxford, Stratford, a cidade de Shakespeare e o Anne Hathaway’s Cottage. Primeiro fomos com o ônibus de turismo para o Anne Hathaway’s Cotage, só que demoramos 2 horas para chegar, porque acreditem: lá tem um trânsito infernal também. E para ajudar, nossa guia que se chamava Jess, era super animada xeeentiii. Do tipo: Hey guys, we are gonna be a lot of fun today! Who wants to sing a music with me?! Do you want me to recite to you one of the best phrases of Shakspeare? Yeah I know, the sun it’s beautiful this morning!
Sério, insuportável. E para piorar no meio, no final, no começo em qualquer lugar das frases ela falava uma palavra estranha tipo: Rarraw! Era um “iuuupi!” em inglês. E assim foi o dia todo…
Bom chegamos no Ann Hathaway’s Cottage. Para quem não sabe, Ann Hathaway foi a mulher de Skakspeare, que ele logo largou para se dedicar ao teatro. E a casa em que os dois viviam ainda está lá, direitinho desde 1400 e bolinha. Preservada. A gente entrou e viu os pertences, a cama que ela dormia e tudo mais. Depois fomos para Stratford que foi onde Shakspeare nasceu. Uma cidade muito bonitinha, tudo fofo. Então pegamos o ônibus para ir para Oxford. No caminho a gente passava por umas fazendinhas tão lindinhas, parecia um FarmVille de verdade, fiquei impressionada com a organização me deu tanta vontade de morar numa dessas assim, com os cavalinhos, vaquinhas, porquinhos e vários inhos inhos. Chegamos em Oxford e eu simplesmente me apaixonei. Decidi meu futuro naquele momento. As universidades iguais a Hogwarts do Harry Potter, tudo antigo e maravilhoso, eu queria estudar lá, é o sonho de qualquer adolescente aquele lugar, pelo menos eu acho.
Entao voltamos para casa ouvindo os insuportáveis “RARRAW!” da amiguinha Jess.

DIA 6 QUARTA: Fomos para o Green Park passear um pouquinho e de lá, fomos para o Buckingham Palace, mais conhecido como “lugar onde a Rainha Elizabeth mora”. E vimos a troca da guarda, foi muito legal ver todos aqueles homenzinhos de roupinha vermelha, cabelo blackpower fazendo tudo igual, pareciam bonequinhos, uma sincronia até um pouco irritante, aí eu fiquei imaginando que se um deles começasse a dançar um funk, ou algum outro tipo de dança ia ser a coisa mais engraçada do mundo, pena que eles são muito chatinhos e perfeitinhos. Tirei várias fotos, e fiquei apaixonada pelos cavalos dos guardas, eram enormes, lindos, bem cuidados e brilhantes. E durante esse tempo uma senhora japa sentou do meu lado e começou a conversar em “inglês”, só que para eu entender o que a moça tava falando com aquele sotaque foi difícil, eu respondia qualquer coisa e foi indo, até que ela foi simpática.
Então fomos ao Natural History British Museum, e passamos 4 horas e meia lá, muito legal. Tinha um pedaço de coisas interativas sobre o cérebro que eu fiquei um tempão “brincando”. Lá tem os fósseis e os animais mais antigos encontrados, a evolução e várias outras coisas ligadas a ciências. Foi bem interessante pra mim, que quero fazer alguma coisa relacionada a isso. Jantamos no Nando’s com uma amiga da minha mãe que mora lá. E uma garçonete brasileira perguntou onde a gente morava e foi assim:
– Moramos em São Paulo, vc é de onde ?
– Ah, sou um pouquinho em baixo de São Paulo, sou do Rio.
Pausa dramática, eu e minha mãe ficamos tipo impressionadas. Perguntamos de novo e ela de novo disse: do rio. Nossa, ai foi tenso o negócio. Em que mapa o Rio é em baixo de São Paulo? Acho que ela tava com problemas de localização ou faltou nas aulas de geografia…
Então voltamos para o quarto e arrumamos as malas, pra ir no dia seguinte.

PS: Gente eu não sou ignorante a esse ponto pra falar assim dos guardas, porque eu sei que eles fazem um ótimo trabalho na guarda do Palácio e que esse é o dever deles.

DIA 7 QUINTA: Deixamos as malas na recepção e fomos dar uma última voltinha em Camdem Town. Outro lugar que eu pirei, com as feirinhas e tals. Como era dia de semana não estava muito movimentado e os PUNKS não dominaram as ruas como eu esperava, mas eu fiquei louca com as lojinhas, camisetas, óculos tudo muito legal. Tinha umas lojas que vc entrava e tocava um Heavy Metal assim super alto, outras que tinham umas roupas góticas, uns artesanatos, nossa cada coisa e tudo em SALE, porque eles vivem disso lá. E minha mãe disse depois que ela foi esperta de colocar o passeio em Camdem Town para o último dia, porque se não ela corria o risco de falir comigo lá.
Triste, muito triste. Fomos embora para o aeroporto de metrô e foi dando uma saudade já, tudo lá era lindo, antigo, era cultura a cada passo que eu dava. Eu fiquei apaixonada por aquele lugar, que nem minha mãe, que costuma dizer que plantou a “sementinha” de LONDRES em mim.
Aqui estão as fotos

Amei cada segundo dessa viagem, obrigada por tudo mãe, não seria igual com outra pessoa.

Beijos miiiiil.

OBS: post dedicado a Tia Luisa, que um dia fará a mesma viagem com a So, e com certeza aproveitarão muito!

Sério, cada dia que passa, minhas conclusões ficam mais evidentes.
EU NÃO PERTENÇO A ESSA ÉPOCA!

Eu queria andar na rua sozinha,
Ir pra escola e voltar a pé,
Ir pro cinema de noite,
Não depender do vício no computador,
Não usar o telefone para longas conversas,
Não perder meu tempo na T.V e no Wii,
Usar as roupas dos anos 70,
Ver o Rock in Rio,
Ver o Raul cantar,
Ver os filmes antigos no CINEMA,
Poder ir nos shows com amigos,
Esperar loucamente pela estréia dos clipes do Michael J na MTV,
Chorar ao ouvir as músicas do Aerosmith e do Guns no rádio,
Ter vários posters e morrer de tanto esperar pelos shows da Madonna no Brasil,
Dançar “Like a Virgin” nas baladas como se fosse a música mais legal do mundo,
Usar o cabelo black power, calças de cintura alta, jaqueta de couro como última moda,
Ver “Confissões de Adolescente” na TV,
Dançar direitinho os passos de Thriller sem ser zoada pelos meus amigos,
Assistir Woodstock,
Comprar LPs…
Escrever e receber cartas dos amigos distantes,
Enfim, eu queria ter nascido antes, prefiro muuuuuito mais o século passado!

Olhem as roupas, que TUUDO:
Guns'n Roses1 Guns ‘n Roses

run2 The Runaways

Minhas amigas dizem que eu tenho “cultura de velhinha”, porque mais da metade das músicas do meu Ipod tem no mínimo 20 anos, porque eu tenho vontade de usar umas roupas retrô, porque eu falo umas expressões meio antigas, porque eu canto “Maluco Beleza” e “Walk This Way” no meio da aula, porque eu ponho “Poison” do Alice Cooper no subnick do msn, e porque eu acho o Axl Rose lindo, TÁ EAÍ? O QUE EU FAÇO SE NASCI NA ÉPOCA ERRADA? SE O SÉCULO XXI NÃO É MEU ESTILO?
Aii, mas que chato, o único jeito é ler os livros da época, ver os vídeos e ouvir as histórias da época de METAL do meu pai e histórias de quando minha mãe achava os Menudos gatinhos.

Continuo me torturando com as vontades de dias que infelizmente já passaram, mas que graças a Deus as pessoas não esquecem e registram tudo!
Obrigada a todos que tem paciência de me contar as histórias, e a todos que postam no youtube os vídeos das músicas, shows, festivais, mais legais do mundo!

SÉCULO XXI- #FAIL

Um montão de beijos,
TOCA RAUUUUUL!
hihi =)

Geenteeeeeeeeeee, olha, sabe meu post sobre o amor só depois dos 18? Então, quero dizer que agora estou bem! Siim, consegui melhorar e parar de sofrer que nem idiota. E meu melhor remédio, foram meus amigos, que me provaram de uma vez por todas que são a melhor coisa que alguém pode ter na vida.
A importância que os amigos tem nessas horas, é indescritível. Porque mesmo aqueles que não te conhecem muito bem, se importam e te ajudam quando vc precisa…
Então só posso agradecer a toooodos que as vezes não sabendo, me ajudaram e me fizeram perceber que a vida não se resume a uma pessoa só e sim, a aquelas que estão SEMPRE com vc.
Amigo é um presente que vc dá a si mesmo e com certeza, o melhor presente, que dura pra vida toda.

Acho essa música suuper bonitinha dos Beatles- With a Little Help From My Friends

“What would you think if I sang out of tune,
Would you stand up and walk out on me.
Lend me your ears and I’ll sing you a song,
And I’ll try not to sing out of key.

Oh I get by with a little help from my friends,
hm I get high with a little help from my friends,
hm Gonna try with a little help from my friends.

What do I do when my love is away.
(Does it worry you to be alone)
How do I feel by the end of the day
(Are you sad because you’re on your own)
No I get by with a little help from my friends,
hm I get high with a little help from my friends,
hm Gonna try with a little help from my friends.

Do you need anybody?
I need somebody to love.
Could it be anybody?
I want somebody to love.

Would you believe in a love at first sight,
Yes I’m certain that it happens all the time.
What do you see when you turn out the light,
I can’t tell you, but I know it’s mine.
Oh I get by with a little help from my friends,
hm I get high with a little help from my friends,
Oh Gonna try with a little help from my friends.

Do you need anybody?
I just need someone to love,
Could it be anybody?
I want somebody to love.

Oh I get by with a little help from my friends,
hm Gonna try with a little help from my friends,
hm I get high with a little help from my friends,
Yes I get by with a little help from my friends,
With a little help from my friends.”

A verdade é essa, os amigos são TUUUDO!
Obrigada por fazerem meus dias mais felizes, e por estarem sempre do meu lado.

ALL YOU NEED IS……..FRIENDS!

Beijão,
Vick

Protesto!

Aah, sim eu protesto!
CONTRA O AMOR ANTES DOS 18 ANOS!
aaai, mas que saco viu… é tão difícil aguentar isso!
Sinceramente, todos dizem que o amor é lindo, que é isso e aquilo. Mas a verdade? O AMOR É FEIO, MUIITO FEIO!
Isso me lembra aquela música dos Tribalistas- “O Amor é Feio”

E aliás, sempre penso que só deveríamos nos apaixonar depois que amadurecermos, ou seja depois dos 18, que é uma idade boa, sabemos o que fazer na maioria das vezes e somos capazes de ter pensamentos maduros sobre amor. Porque é muito difícil ter que lidar com tudo isso, além da escola, do corpo, dos conflitos do dia-a-dia, das escolhas, dos amigos, AINDA TENHO QUE ME PREOCUPAR COM AQUELE MENINO? Brrrrrrr, que no final, se torna a coisa mais importante durante diiiiiiiiias…
E pior ainda, o menino nem gostar de você gosta!
No começo, era tão legal gostar de alguém, ter motivo pra discutir com as amigas, pra imaginar você e ele antes de dormir, de sorrir T-O-D-A vez que ele vem falar com você no MSN, ter chiliques quando ele aparece, e de tremer quando ele está perto de você.
Mas AGORA, quando você percebe que não está só apenas gostando dele fica beeeem chato. Porque além de tudo, ele não gosta de você e aí começa o sofrimento… viiiiiiixi, e fica cada vez pior.
Só que não tão pior, quando o menino dá esperanças pra vc! Aiai, isso dói. E depois, vc descobre que era só uma coisa momentânea, vc briga com ele, ele vai embora e aí já viu. São dias sem comer direito, e chorar antes de dormir. E o ruim, é que as vezes me sinto um pouco masoquista, fico escutando músicas tristes o tempo todo, escrevendo sobre ele o tempo todo, e acabo pensando nele o TEMPO TODO! Parece até que gosto de sofrer, e nem sei porque faço isso. Segundo minha mãe, isso passa, e no fundo eu sei que passa, mas no momento não tá passaaaaaaando!
Aos poucos vou esquecendo com ajuda dos meus amigos, que são a melhor coisa nessas horas.
Mas continuando, eu preferia passar por isso só quando crescesse, ninguém merece ficar assim! Talvez com 18 anos, eu possa entender melhor, e saber passar por isso com menos dificuldade, porque com 13 tá beem difícil!
Movimento- AMOR? SÓ DEPOIS DOS 18!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Bem que eu queria, alguém com mais de 18 pode me provar isso? Tô errada? Continua a mesma coisa?
Ficou um tanto quanto pessoal esse post, mas só pra vcs saberem como eu sinto.

Beijão 😦 – tomara que passe!
Vick Bastos

Paixão Platônica.

Aiiaiii, coisa difícil de lidar, mas acho que TODOS já passaram por isso, nem que seja por pouco tempo. Eu já tive muuuuuuuitas, e geralmente elas duram pouquinho. Acho que a primeira foi o Billie Joe, do Green Day (tá, não era bonito nem nada, mas foi uma fase)
53461227GS014_2005_MTV_VMA_

depois foi o Josh Hutcherson, um ator mirim:
Josh_Hutcherson-1

depois (talvez ainda) o Nick Jonas, dos Jonas Brothers:
nick-jonas-bio

e no MOMENTO o Justin Bieber! Ele canta e põe os vídeos no youtube, mas agora gravou uma música. Sério, ele canta muito bem, e é MARAVILHOSO. Ele cantando “Common Denominator”.

l_c855f2f3553e4f789ad5b14feef4fad1

Ai, eu sei que é meio bobo, mas duvido que ninguém tenha passado por isso. Tem gente que não entende, mas é difícil de explicar mesmo, é aquele amor IMPOSSÍVEL, aquele que a gente provavelmente nunca vai conhecer, e que daqui a alguns anos vai ser um bobinho qualquer. Ao mesmo tempo que é ruim, é gostoso de curtir sabe? Ficar horas no youtube vendo videos e fotos, dar aqueles gritinhos finos quando ouve a música e ficar sonhando noites seguidas com o cara. Além de ficar o dia todo comentando com as amigas sobre a beleza dele, chegar em casa e colar mais fotos e corações nas agendas, cadernos, diário…
Com certeza vai passar daqui a pouco, mesmo que eu não consiga pensar em outra coisa, mas enquanto isso eu continuo gostando, até chegar o dia de outra paixãozinha de menina (que eu nunca vou conhecer, claro) e tomar o lugar de quem algum dia foi meu vício, qual é o nome dele mesmo?
Bom, acho que é por aí, nem sei quanto tempo dura. Quando passar eu aviso ok? haha.
beijos ;D

PS: acho que fui bem nas provas! Acabou finalmente.

SEMANA DE PROVAS.

Aaaaaaaaaaaaaaaaaai!
Não acredito, sério mesmo. Essa é com certeza a pior semana do bimestre.
Estou seriamente inconformada com o que os professores fazem com a gente, PELO AMOR DE DEUS! É trabalho, prova, trabalho, prova! Não acaba. Prova todo dia. Só pra terem uma idéia olhem o calendário:

SEXTA: Português- prova de 1h40 min.
SÁBADO: História- prova de 1h30 min.
SEGUNDA: Geografia E Ciências- provas de 1h15
TERÇA: Inglês- prova de 1h15 min.
QUARTA: Matemática- prova de 1h40

estudando

Deu pra perceber? Pois é, tenho prova no SÁBADO, as 9h da manhã. E DUAS na segunda. Puxa vida, tem coisa pior?

Mas por outro lado, as FÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉRIAS estão chegando! Graças a Deus, tava na hora. Como eu amo férias, não tem coisa melhor depois de passar por essa semana. Uhuuuul!

Agora vou começar a escrever mais no meu Blog, abandonei-o por um certo tempo, mas agora minha mãe resolveu me dar mesada com essa condição: escrever PELO MENOS 2 vezes por mês no blog. Não que eu esteja escrevendo só por isso…(hihi).

Beiijos gente, tenho que estudar brrrrrrrrrr.

PS: agora estou no Twitter! Ainda meio confusa, mas daqui a pouco pego o jeito. @vickbastos